#Entrevista: Giovanna Ewbank fala sobre Espaço Gioh, família e ritual de beleza

Giovanna Ewbank (Foto: divulgação)
Giovanna Ewbank (Foto: divulgação)

Atriz, digital influencer, empresária, esposa, mãe… A lista de funções no currículo e na vida de Giovanna Ewbank é extensa, e ela não pensa em parar nem por um segundo. Muito pelo contrário: acaba de abrir um salão de beleza que leva o seu nome e sua dedicação total. Inspirado pelos hotspots de beauté nova-iorquinos, o Espaço Gioh, situado no shopping Espaço Itanhangá, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, abre as portas ao público nesta quarta-feira (09.11). Para ajudar a comandar o espaço, a loira conta com a expertise do hair stylist Anderson Couto e do marido, Bruno Gagliasso – que divide o endereço com a dupla e lança também uma barbearia.

Pouco antes da inauguração para convidados, nesta terça-feira (08.11), Giovanna bateu um papo comigo para a Vogue e falou sobre tudo – de carreira à família. O resultado da conversa, você confere abaixo:

“Salão de beleza e carreira”

Recentemente, você lançou o Gioh, sua plataforma de moda, beleza, viagens, arte e experiências pessoais tuas. O que tem achado trabalhar no digital? Se considera uma blogueira?
Estou tendo mais trabalho do que imaginava, (risos), mas estou amando. O mundo digital é muito veloz, temos que estar sempre ligados para não falarmos de coisas que já passaram, porque, nele, um dia já é um passado distante. Não me considero uma blogueira, até tenho uma equipe de 3 jornalistas que trabalham comigo no desenvolvimento das matérias.

– Em recente entrevista, você declarou que o site surgiu da vontade de escrever que teve em sua viagem à África, de um trabalho que fez para a Rede Globo. Essa viagem mudou sua vida em vários aspectos. Consegue definir, com as suas palavras, o que tanto te tocou e mudou de lá pra cá?
Meu olhar mudou para tudo. Tudo tem um peso diferente, tanto as conquistas como os fracassos. Tudo ficou tão pequeno perto do que vivenciei ali. A vida vai muito além do que vivemos em nossas casas com nossas famílias. Hoje, tenho a certeza de que tenho uma missão na vida e a minha história com o Malawi apenas começou. Gostaria muito que todos pudessem viver um pouco do que vivi, para que deixemos de ser tão egoístas, mesmo que nas pequenas coisas. Juntos, podemos fazer muito um pelo outro. Ah, eu escrevi sobre essa viagem no meu site, por lá, conto mais sobre as minhas experiências. Não deixem de conferir!

Quais as expectativas para o novo espaço de beleza? De onde surgiu esse desejo?
Sempre gostei de mudanças e de ajudar as amigas e conhecidos a fazerem  transformações. Quando alguma conhecida minha quer fazer um corte, pintar ou até se maquiar, sempre acabam me procurando e pedindo dicas sobre onde ir, com quem fazer e, às vezes, eu até acompanho a pessoa no processo, de tanto que gosto de mudanças.
Porém, sempre senti falta de um espaço aconchegante no Rio de Janeiro – já que o processo de retocar as mechas ou fazer uma boa make pode demorar horas.

Sou de São Paulo, já morei em Milão e Barcelona, e já passei algumas temporadas em NY. Nesses lugares, passei por muitos salões e profissionais incríveis, mas nunca encontrei um profissional tão incrível como o Anderson Couto, que fez minha primeira transformação (para uma novela em que fiquei loiríssima), ha quase 7 anos. Ele se tornou um grande amigo e, desde então, conversávamos sobre abrir um espaço diferenciado no Rio de Janeiro, onde homens e mulheres se sentissem a vontade e pudessem passar horas no salão sem nem perceber. Foi então que surgiu o Espaco Gioh! E as expectativas são as melhores possíveis, pois estamos fazendo tudo com muito carinho e pensando no bem estar e felicidade de todos que passarem por nós.

Gio, Bruno e Anderson (Foto: divulgação)
Gio, Bruno e Anderson (Foto: divulgação)

Você vai estar sempre por lá? Como vai ser a sua participação no dia a dia do salão?
Eu moro ao lado do Espaco Gioh, estou lá todos os dias, gosto de ver o negócio de perto e colocar a mão na massa, algumas clientes já me viram levando flores, resolvendo coisas internas e até fazendo o cabelo por lá. Gosto de estar próxima das pessoas, saber o que estão achando, ouvir a opinião de cada um.

O espaço já teve um soft opening. Nesse período, deu pra sentir como vai ser o trabalho por lá?
Sim. Confesso que fiquei um pouco assustada com a demanda (risos). Sou virginiana, perfeccionista, tenho dificuldade de demandar as funções, quero sempre fazer eu mesma, mas dessa vez vou ter desapegar de certas funções.

Anderson Couto é responsável por cuidar dos seus fios e também seu parceiro no projeto. Conta pra gente, qual o segredinho dele que te conquistou?
Primeiro, ele me conquistou pelo seu trabalho impecável, primeiro como colorista, depois com as tesouras. Anderson é um cara tranquilo, na dele, escuta o que queremos fazer e só faz se ele realmente acreditar que não vai danificar os fios. Se você insistir, ele te deixa à vontade para procurar outro lugar. Porque ele se procura com a saúde do cabelo. A única vez que o “trai” foi quando queria platinar as madeixas e ele disse que meus fios não iam aguentar. Saí de lá e procurei outro lugar para fazê-lo. Resultado? Dito e feito. Tive corte químico! O meu cabelo, que sempre foi conhecido pelo volume e cor, ficou ralo e opaco. Moral da historia: “Seja fiel ao seu cabeleireiro, Giovanna”.

Qual o grande diferencial do seu salão?
Atendemos vários artistas e não fazemos nenhuma distinção entre os tipos de cliente. Isso é uma característica marcante no Anderson. Todas as pessoas são iguais e precisam ser ouvidas. O Espaço Gioh foi pensado e construído para que todo mundo fique a vontade para passar o tempo que for necessário no salão, sem ficar naquela agonia de ir embora. Ele é um lugar espaçoso, com uma arquitetura e decoração moderna, cadeiras confortáveis e um ótimo atendimento. O bar serve comidinhas e bebidas.

Giovanna e Bruno
Giovanna e Bruno

“Família”

O Bruno também faz parte do projeto, com a parte de barbearia, a Barbearia do Marques. Vocês parecem ser superparceiros. Como é dividir a casa, profissão, os projetos e os sonhos com o marido?
Eu sempre digo que nos somos parceiros de vida! Fazemos tudo juntos, projetos dele, projetos meus, gostamos de decorar a casa juntos, viajar… Eu sou casada com meu melhor amigo e agradeço todos os dias por isso, pois não acredito em uma relação que não tenha a amizade como base!

Além de maridão, como é o Bruno como pai?
Surpreendente! Quando acho que ele já demonstrou todas as formas de amar, lá vem ele com mais um prova de amor à Chissomo. Ela é  louca por ele e se sente muito protegida ao seu lado. Pai presente e esforçado, sempre disposto a aprender mais e mais.

Em que você acha que a maternidade mais te mudou?
Hoje, as minhas horas do dia e atenção são cem por cento voltadas pra ela. Deixo de fazer qualquer coisa por ela. Reduzi meu ritmo de trabalho e viagens para estar sempre presente e acompanhando cada passo dela… Sua adaptação está sendo maravilhosa, e vê-la feliz é o que me faz feliz. Hoje, sou menos vaidosa e mais atenta a tudo o que acontece ao meu redor, como se fosse uma leoa querendo proteger seus filhotes, sabe?

Como anda a sua rotina agora? Dá pra conciliar a maternidade com todos esses outros projetos pessoais seus?
Não é fácil. Reduzi – e muito – meu ritmo de trabalho, pois priorizo estar sempre em casa para ampará-la, em qualquer situação.

Titi (Foto: reprodução)
Titi (Foto: reprodução)

A Titi é vaidosa? Como é o jeitinho dela?
Ela é muito vaidosa, não gosta de sair de casa sem suas bandanas (acho que ela sabe que faz sucesso com elas – risos), adora escolher suas roupas e as do pai. Quando estou me maquiando para algum trabalho, ela tem que estar participando e se maquiando também (risos).

Conta uma qualidade dela que te deixa ainda mais apaixonada?
A generosidade! Ela quer sempre dividir tudo o que tem, seja um biscoito ou um brinquedo, está sempre querendo dar o que tem para os outros. E ela é MUITO carinhosa.

Todo mundo é apaixonado pelo estilo da Titi. Quem pensa no guarda-roupa dela e de onde surgiu a ideia da bandana – que acabou virando sua marca registrada?
Eu compro todas as roupinhas. Já as bandanas, eu costumava usar quando era pequena, e, quando fomos à África, levamos algumas para que ela usasse, desde então, nunca mais quis tirar.

“Cuidados com o visual”

Qual o seu segredo para manter o corpo sempre em dia? Entre esportes, exercícios e dieta, o que costuma fazer e com que intensidade?
Sempre gostei de fazer esportes e exercícios físicos, minha alimentação sempre foi muito regrada e isso vem de casa, é um hábito que tenho desde pequena. Mas o que mais gosto de fazer é corrida e luta.

Quais itens de beleza não podem faltar em seu nécessaire?
Lenço demaquilante Neutrogena, hidratante facial com proteção solar e um hidratante labial.

Tem algum truque de beleza?
SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE tirar a maquiagem antes de dormir, beber muita água, e não sair de casa sem protetor solar (mesmo em dias nublados).

Você é uma verdadeira camaleoa capilar. Com que cor e corte se sente mais bonita e por quê? Com qual se sente mais feia e por quê?
Tudo depende da fase da minha vida. Já tive cabelo preto, castanho, castanho claro com as pontas loiras, platinado, loiro com mechas, curto, longo, médio, repicado, com franja, reto… UFA! Acho que só falta fazer um ruivo – que, aliás, confesso, já tentei muito, mas o Anderson  ainda não deixou (risos).
Tive cabelo comprido por muitos anos porque me sentia mais feminina. Daí teve uma fase que comecei a me sentir muito menina com aquele cabelão longo e resolvi cortar curtinho. Amei a praticidade do cabelo curto, me sinto tão mais livre com ele. Mas a verdade é que tudo são fases da vida e da mulher. Cada hora sentimos necessidade de algo ter novo em nossas vidas, e nada melhor do que mudar o visual para se sentir uma nova mulher.

Qual o melhor conselho de beleza que já recebeu?
Cada um tem a sua beleza, encontre a sua e abuse dela.

 

Comente

Comente

Your email address will not be published.

Notícias, novidades, observações e opiniões sobre moda, beleza, estilo de vida e outros temas igualmente inspiradores.
Gostou do que viu? Então não esquece de voltar amanhã também!